O JUBILEU de OURO do CURSO (50 anos sem interrupção = 1966 – 2017) foi alvo de 3 grandes homenagens parlamentares:

CÂMARA MUNICIPAL DE PIRACICACABA;

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO

CÂMARA DOS DEPUTADOS DE BRASÍLIA

25/05/2011 – EM SOLENIDADE NA CÂMARA, AUTORIDADES DESTACAM DINAMISMO DE MAURO VIANNA

Homenagem1Autoridades e personalidades de destaque de Piracicaba e região estiveram na Câmara, na noite desta quarta-feira (25), para prestigiar a reunião solene em comemoração aos 45 anos do Curso de Engenharia Humana (Liderança, Administração, Comunicação e Relações Humanas), comandado desde sua criação pelo professor Mauro Pereira Vianna. A presença de vários representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além de pessoas ligadas às áreas de educação, cultura e artes, deu a dimensão da importância do homenageado, que ficou emocionado com o reconhecimento prestado pela Casa de Leis.

Ao lado da mulher, Maria Lúcia, Mauro Vianna não segurou as lágrimas ao receber o diploma de reconhecimento de mérito das mãos do vereador João Manoel dos Santos (PTB). O presidente da Câmara, que é amigo do professor desde 1979, quando ambos estavam na Unimep, foi o autor do requerimento que instituiu a reunião solene, realizada no salão nobre “Prof. Helly de Campos Melges”.

“Esta é, das sessões solenes que realizei, uma das grandes homenagens que estou tendo o privilégio de fazer. É uma maneira de esta Casa não só reconhecer, mas registrar em sua história o nome desse grande formador de líderes”, disse João Manoel, que apontou a principal qualidade de Mauro Vianna. “O líder não é apenas quem lidera, mas aquele que também forma outros líderes. E agir assim não é fácil: é preciso ter um dom, e Mauro Vianna tem esse dom”, salientou o presidente da Câmara.

Além de João Manoel, fizeram parte da mesa diretiva da solenidade o vereador Dirceu Alves da Silva (PPS); o prefeito Barjas Negri (PSDB); o juiz Wander Pereira Rossette Júnior, diretor do Fórum da Comarca de Piracicaba; o desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Osmar Testa Marchi; o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Pedro Cruz; o arquiteto João Chaddad, presidente do Ipplap (Instituto de Pesquisa e Planejamento de Piracicaba); o vereador de Santa Bárbara D´Oeste Zeca Gonçalves (PV); e a assistente social Nira Gobbo, secretária-executiva do Curso de Engenharia Humana.

Na plateia, também estavam nomes de destaque, como Gustavo Alvim, vice-reitor da Unimep; José Rosário Losso Netto, diretor do “Jornal de Piracicaba”; Rubens Leite do Canto Braga, vice-presidente do XV de Piracicaba; Danilo Godoy, vereador do PSDB em Santa Bárbara D´Oeste; e representantes da Secretaria Municipal de Esportes, da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), do Deinter-9, do clube Cristóvão Colombo, do deputado federal Antônio Carlos de Mendes Thame (PSDB-SP) e do deputado estadual Dilmo dos Santos (PV).

Ex-aluno de Mauro Vianna, Barjas Negri disse ter feito questão de prestigiar a solenidade na Câmara. “Quero cumprimentar [o vereador] João Manoel pela iniciativa. Fiz questão de vir aqui, não poderia ficar de fora”, comentou o prefeito. “Formar líderes não é uma tarefa fácil. Mauro Vianna, com sua habilidade e seu dinamismo, consegue educar pessoas que voltaram aos bancos escolares”, observou.

Para o chefe do Executivo, a Câmara, “em boa hora”, coloca o curso “na pauta do dia” ao lembrar de seu 45º aniversário. “Cursos e escolas abrem e fecham, mas a escola de Mauro Vianna abriu, consolidou-se, cresceu e vai continuar na cidade. Espero que tenha muita saúde para continuar orientando seus alunos”, desejou Barjas Negri ao professor.

Na avaliação do juiz Wander Pereira Rossette Júnior, Mauro Vianna é “um dos maiores representantes do magistério” da cidade. “Só temos que lhe agradecer sua dedicação, seu trabalho e seu ensinamento. Transmitir o conhecimento é fazer uma doação, e isso merece nossos aplausos”, disse o diretor do Fórum da Comarca de Piracicaba.

GRATIFICANTE
Criador do Curso de Engenharia Humana, Mauro Vianna disse ser “muito gratificante” participar da reunião solene em comemoração ao 45º aniversárioHomenagem2 do projeto. “Para quem se dedicou a esse curso, sempre preocupado em melhorar as pessoas, é uma alegria receber uma homenagem como esta”, afirmou o professor, que já foi reverenciado pela Câmara de Vereadores de Piracicaba em, pelo menos, outras quatro ocasiões. Ele recebeu um voto de congratulações, em 1964, duas moções de aplausos, em 1997 e 2003, e o título de Cidadão Piracicabano, em 1988 (Mauro Vianna também é cidadão de Santa Bárbara D´Oeste desde o ano passado).

Professor, jornalista, advogado, contador, economista e formador de líderes, Mauro Vianna nasceu em São Joaquim da Barra (SP), mas vive em Piracicaba há 52 anos. Teve passagens pelo rádio e pelo teatro antes de iniciar a carreira acadêmica, em 1964, na Faculdade de Ciências Econômicas, Contábeis e de Administração de Empresas de Piracicaba, que precedeu a Unimep, instituição que lhe concedeu o diploma de professor decano.

A ideia de criar um curso que mesclasse filosofia, psicologia e comunicação, com o intuito de aprimorar o relacionamento interpessoal e formar líderes, surgiu ainda na década de 60, quando a Acipi, então presidida por Sallim Phellipe Mafuf, pediu a Mauro Vianna que fizesse uma palestra voltada a comerciantes, para despertar neles o potencial para os negócios.

Mas o projeto só vingou em 1966, quando Gustavo Alvim, atual vice-reitor da Unimep, impulsionou o amigo a criar turmas para compartilhar a experiência e o conhecimento adquiridos como professor e orador. Foi então que o curso passou a ganhar forma, chegando até a cidades da região, como Limeira, Rio Claro e Santa Bárbara D´Oeste.

Passados 45 anos da aula inaugural, o Curso de Engenharia Humana coleciona números expressivos, com a formação de aproximadamente 15 mil alunos em mais de 30 municípios paulistas. Por ele, já passaram diversos deputados federais e estaduais, 10 prefeitos de Piracicaba (incluindo o atual, Barjas Negri) e vários vereadores (entre eles, alguns da atual legislatura, como Bruno Prata e José Aparecido Longatto). O presidente da Câmara, João Manoel dos Santos (PTB), é convidado todo ano por Mauro Vianna para participar da formatura das turmas que frequentam o curso –são dois grupos com 300 pessoas cada, que cumprem uma carga de 150 horas/aula entre março e dezembro.

Para o criador do Curso de Engenharia Humana, o objetivo de seu trabalho é resgatar sentimentos que acabam sendo esquecidos pela maioria das pessoas. “O aluno precisa descobrir os valores que estão escondidos dentro dele e colocá-los para fora. No curso, ele se encontra, se liberta e vai fazer aquilo que aprecia”, explica o professor. Para ele, o indivíduo que faz o que gosta não precisa trabalhar. “Essa é uma grande verdade. Eu faço o que gosto, que é lecionar. Para mim, é uma recreação, não é um trabalho”, conta.

Mauro Vianna ainda mencionou uma das mensagens que costuma compartilhar com seus alunos. “Lembre-se: só vencem os que acreditam vencer. Persista até o fim. O maior fracasso é o desânimo. Não desanime nunca. Atire planos, objetivos e ideais para frente e persiga-os até o fim dos seus dias. Pois, se você não chegar lá, pelo menos fez desta vida uma vida digna de ser vivida.”

TEXTO: Ricardo Vasques / MTB 49.918
FOTOS: Davi Negri / MTB 20.499

Prof. MAURO PEREIRA VIANNA é:

  • Advogado
  • Economista
  • Contabilista
  • Jornalista
  • Professor Universitário.

Ex-titular das cadeiras de Administração, Relações Humanas e Comunicação das Faculdades de Ciências Econômicas, Contábeis e de Administração de Empresas de Piracicaba (Hoje UNIMEP, onde fôra professor decano), Botucatu e Bauru (ITE), das quais se desligou para dedicar-se exclusivamente ao Curso de Extensão Cultural de Liderança, Comunicação e Relações Humanas (Engenharia Humana).

Completando 54 anos de existência e com o detalhe de ser ministrado apenas por um professor, o Curso de Liderança já formou mais de 20.000 alunos de cerca de 25 cidades do Estado.

Segundo pesquisa do engenheiro Nelson Gondin, representante da IBM, o Curso pode figurar no livro Guiness de recordes por suas singularidade e duração.